Curiosidades Natannael Mesquita

O que significa na Bíblia a expressão “rasguei as minhas vestes”?

Tenho certeza que em suas leituras da Bíblia, você alguma ou algumas vezes já se deparou com essa expressão “rasguei as minhas vestes”, não é mesmo? Mas, o que significa mesmo essa expressão? Será que é literalmente rasgar as vestes (as roupas) ou será que tem um sentido figurado. É sobre o significado dessa expressão que vamos tratar hoje aqui na Seção de Curiosidades Bíblicas. Então vem comigo!

rasguei as minhas vestes

(1) Quando a Bíblia fala de rasgar as vestes, esse gesto era feito de forma literal, se trata de um costume judaico, chamado keriá, que consiste em uma obrigação rabínica muito rigorosa, feita tradicionalmente em luto por um ente querido. Esse ritual tinha uma função psicológica, pois servia para descarregar a dor, o sofrimento e a angústia diante da perda de um parente querido. Depois de ter as vestes rasgadas, eles proferem a seguinte benção “Baruch Dayan Emet”, que significa “Bendito seja o verdadeiro Juiz”, através dessas palavras eles estavam proferindo que apesar de abalados pela morte, eles continuam crendo em Deus e sua justiça divina.

 

(2) Além do luto, também era uma expressão de fortes sentimentos, como o sofrimento, a indignação, o sofrimento, o desespero, a humilhação, a tristeza, o remorso, etc.

 

Veja também:

 

(3) Na Bíblia a inúmeros exemplos desse ritual, veja alguns: Jacó rasgou suas vestes quando soube da falsa notícia de que José havia sido morto por um animal (Gn 37:34). Josué e Calebe também rasgaram suas vestes quando o povo começou a murmurar em frente a negatividade e falta de fé dos outros 10 espias (Nm 14:6). Jefté rasgou também as suas vestes quando viu sua filha, pois havia feito um voto a Deus e não podia voltar atrás (Jz 11:35). Davi e todos os seus homens também prantearam e rasgaram suas vestes pela morte de Saul e de seu filho Jônatas (2 Sm 1:11). Davi, Joabe e todo o povo também choraram e rasgaram suas vestes diante da morte de Abner (2 Sm 3:31). O Rei Ezequias também rasgou suas vestes frente a ameaça da Assíria (2 Rs 19:1). O Rei Josias ouvindo as palavras do livro da Lei, também rasga suas vestes (2 Cr. 34:19). Isaías também convoca as mulheres a arrancarem suas vestes (Is. 32:11). O sumo sacerdote dos tempos de Jesus também rasgou suas vestes quando Jesus afirmou sua divindade (Mt. 26:65). Poderia citar vários outros, a Bíblia está repleta dessa expressão.

 

(4) Ao longo do tempo, essa tradição começou a servir para mostrar piedade diante do povo. Esse é o perigo da tradição, da simbologia, é perder seu sentido e ser esvaziada do significa que carrega. Por isso, o profeta Joel alerta: “Rasgai o vosso coração e não as vossas vestes” (Jl 2:13). Deus não se importa com as tradições em si, mas com a sinceridade de nossos corações, Ele não está preocupado com atos externos, se internamente não tem gerado em nós mudança e transformação. Deus quer que nos acheguemos a Ele não presos a rituais e costumes, principalmente se feitos de forma mecânica e sem sentido, mas quer que cheguemos com os corações quebrantados, contritos e sinceros. O próprio Jesus nos alerta em seus ensinamentos: “Não sejais hipócritas”.

Mais Estudos Bíblicos (clique para ver):

É preciso renovar nossa aliança com Deus

Por que o cego Bartimeu chamou Jesus de Filho de Davi?

Você sabe quem foi Abigail na Bíblia?

Como ensinar a Bíblia para seus filhos

 

Natannael Mesquita

Sobre o autor | Website

Cristão apaixonado por Jesus e por Sua Palavra / Servo de Deus, diácono, intercessor / Formado em Publicidade e Propaganda/ Casado com uma princesa

GARANTA GRÁTIS O SEU E-BOOK 1000 PERGUNTAS BÍBLICAS
Receba também os melhores artigos, estudos bíblicos, curiosidades bíblicas, reflexões e muito mais no seu e-mail!

100% livre de Spam